Parceiros

Uniube

Em 1940, com a fundação do Lyceu do Triângulo Mineiro, Mário Palmério dava os primeiros passos para um projeto bastante ousado que era dotar, na época, a pacata cidade de Uberaba de uma escola voltada ao ensino superior. Já em 1947, o Governo Federal autoriza a abertura da Faculdade de Odontologia do Triângulo Mineiro, sendo sucedida assim, em 1951, pela Faculdade de Direito do Triângulo Mineiro e, em 1956, pela Escola de Engenharia do Triângulo Mineiro.

Em 1972, essas faculdades isoladas se integram e formam a FIUBE (Faculdades Integradas de Uberaba), assim possibilitando a abertura de novos cursos como Educação Física, Psicologia, Pedagogia, Estudos Sociais e Comunicação Social. Após uma junção com as Faculdades Integras Santo Tomás de Aquino, em 1981, a FIUBE incorpora mais cursos como Letras, Filosofia, História, Geografia, Ciências (Química, Matemática e Biologia) e a habilitação em Jornalismo, do curso de Comunicação Social.

Com a mais significativa das conquistas em 1988, a FIUBE ganha o título de Universidade de Uberaba pelo Ministério da Educação, possibilitando assim a autonomia de criação de novos cursos e que, posteriormente foram oferecidos como Engenharia Agrícola, Tecnologia em Processamento de Dados, Administração, Engenharia Elétrica, Arquitetura e Urbanismo e Ciências Econômicas.

Em 1997, a instituição dá um grande passo para a abertura de cursos da área da saúde, assim é autorizada a criação dos cursos de Medicina, Farmácia Industrial, Biomedicina, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Nutrição, Terapia Ocupacional e Medicina Veterinária. A implantação desse último se deu por uma parceria com a ABCZ (Associação Brasileira de Criadores de Zebu) e a FAZU (Faculdades de Agronomia e Zootecnia de Uberaba).


ABCZ

A ABCZ (Associação Brasileira de Criadores de Zebu) representa cerca de 20 mil associadas no Brasil e no exterior. É uma entidade nacional, que coordena e centraliza todas as atividades relacionadas ao zebu nas áreas técnica, política e econômica, localizada geograficamente entre os principais centros comerciais e políticos do Brasil como São Paulo, Belo Horizonte e Brasília. A entidade possui também 23 escritórios Técnicos Regionais distribuídos pelo país, além de cinco associações filiadas e a sede está localizada no Parque Fernando Costa, em Uberaba, Minas Gerais.

O recinto conta com 34 pavilhões, além de locais especiais para realização de festas e leilões, como o Centro de Eventos Rômulo Kardec de Camargos e o Tatersal ABCZ. Para atender o mercado de eventos, a ABCZ buscou oferecer mais qualidade em estrutura e em atendimento. A prova é construção do Centro de Eventos ABCZ.

O recinto, um arrojado projeto arquitetônico com característica multifuncional, pode também ser usado para realização de congressos, palestras, formaturas, encontros técnicos e científicos, e para a promoção de eventos culturais como shows musicais e de dança, e peças teatrais.


FAZU

A história da FAZU (Faculdade de Agronomia e Zootecnia de Uberaba) começa em 1973, quando a ABZ (Associação Brasileira de Criadores de Zebu) percebeu a necessidade de formação de profissionais especializados em zebutecnia e instituiu a FUNDAGRI (Fundação Educacional para o Desenvolvimento das Ciências Agrárias), para criar e manter os cursos superiores no setor das ciências agrárias. Em 1975, a FUNDAGRI cria a FAZU.

Atividades de Extensão como Projeto Porteira Adentro, Dias de Campo, Clínicas Tecnológicas, Jornada Científica, Contação de Histórias, Congressos, Simpósios, Seminários, Workshops, Encontro com Escritores, Atividades de Iniciação Científica e/ou Pesquisa e Cursos de Aperfeiçoamento, Atualização e Pós-Graduação são desenvolvidos pela FAZU, visando proporcionar ao futuro profissional um conhecimento amplo, dinâmico e atual.

A infraestrutura do Campus da FAZU ocupa uma área de 186 hectares e permite a participação dos universitários em atividades teóricas e práticas, aliando as ações referentes ao ensino, pesquisa e extensão e favorecendo o cumprimento da missão institucional da FAZU.

Convênios internacionais com a Bolívia, Venezuela, Angola, Moçambique, Panamá, Paraguai e Costa Rica, realizados por meio do Departamento de Relações Internacionais da ABCZ possibilitam o intercâmbio de alunos para cursos de graduação na FAZU. Diversos programas de incentivo financeiro disponibilizados pela FAZU colaboram para democratizar o acesso ao ensino superior. A FAZU se orgulha de ser referência na área de Ciências Agrária e responsável pela formação de profissionais que se destacam no cenário nacional.